Polícia descobre esquema de desbloqueio de iPhone após prisão de homem em Salvador

Um esquema de desbloqueio de celulares da marca iPhone foi descoberto, na tarde desta terça-feira (11), após equipes do Grupo Especial de Repressão a Roubos em Coletivos prenderem Eliel de Almeida Santos, 30 anos. De acordo com a polícia, as investigações foram iniciadas pelas próprias vítimas de de roubos em ônibus, que relatarem que nas redes sociais tinha um homem anunciando venda de peças e desbloqueio para aparelhos da Apple.

“Percebemos, através dos depoimentos, que alguns criminosos entravam (nos ônibus) com o foco direcionado para iPhones. Estes aparelhos, que até então, após roubo, eram bloqueados por um dispositivo de segurança, já conseguem ser recolocados no mercado. Diante disso, através de ações de inteligência, chegamos em Eliel”, contou em nota o titular do Gerrc, Nélis Araújo.

O delegado acrescentou que operações estão sendo desencadeadas pelo Departamento de Crimes Contra o Patrimônio (DCCP) direcionadas para lojas que oferecem esse tipo de serviço. “Observamos que com a crise econômica a procura por celulares com valores bem abaixo do mercado tem aumentado. É importante informar ao cidadão que adquirir um aparelho sem nota fiscal poderá configurar crime de receptação”, alertou Nélis.




Waze terá serviço de carona paga no Brasil

O Google anunciou, nesta quarta, 22, um novo serviço de caronas compartilhadas chamado Waze Carpool, a partir do qual os usuários dividirão os custos com combustível pelo próprio aplicativo. A novidade foi comunicada à imprensa na sede do Google, na Califórnia.

O Carpool deverá chegar ao Brasil rapidamente, já que o serviço foi anunciado como “solução para o transporte nas grandes cidades”, mas terá regras próprias, como o limite de duas caronas por dia e sem paradas, justamente para se diferenciar de aplicativos como o Uber, que gerou polêmica no país.

Em Salvador, o Uber funciona por meio de liminar, expedida em 24/02 pela juíza Ana Maria Silva de Jesus, após a reclamação de centenas de motoristas que sofriam fiscalização intensa das autoridades de trânsito. Os idealizadores do Waze divulgaram informações sobre a novidade e trataram de diferenciar o Waze Carpool do aplicativo Uber.

“Vamos poupar tempo e dinheiro e teremos menos carros na rua. O que é melhor é que será menos entediante do que viajar sozinho. Basta informar para onde vai que alguém pode te dar uma carona. Isto não é Uber, não é taxi. É para pessoas que usam o Waze todo dia e vão para o mesmo lugar. Imagine metade dos carros a menos na rua”, afirmou Di-Ann Eisnor, diretora global do Waze.

A novidade chega após um período de dois anos de testes em Israel, berço do Waze até ser adquirido pelo Google em 2013.

 

 

Marco Antônio Jr l A TARDE SP